17 Prefeituras da região não cumprem lei da transparência

Câmaras também precisam se adequar à norma

Camara Municipal

Os gestores públicos, à frente dos Poderes Executivo e Legislativo, têm menos de dez dias para se adequar à Lei Complementar 131/2009 (federal), que estabeleceu a obrigatoriedade de criação e atualização dos chamados portais da transparência também no âmbito dos municípios -a chamada ‘Lei da Transparência’. Na prática, o objetivo da legislação era garantir aos cidadãos meios práticos e acessíveis de acompanhar, em tempo real, a execução de receitas e despesas destes poderes, facilitando o controle social e efetivando a transparência pública. Nesta edição, o DC divulga o resultado de uma pesquisa realizada junto às páginas oficiais de Prefeituras e Câmaras das 24 cidades inscritas na região em que circula.

Entre as Prefeituras que tiveram seus sites analisados, seis não contam com qualquer estrutura eletrônica/virtual que possa se aproximar de um portal da transparência, enquanto outras 11 possuem os dispositivos, mas não mantêm os dados atualizados de acordo com o que a legislação estabelece. Ponta Grossa, Telêmaco Borba, Imbituva, Ipiranga, Ivaí e Reserva indicam em suas páginas informações relativas ao mês atual, inclusive, com dados da última semana. O site da Prefeitura de Castro estava fora do ar na manhã deste sábado.

(Fonte: Diário dos Campos)

Evonik projeta ampliação da fábrica de Castro

Evonik

Mesmo antes de colocar em operação a fábrica que está construindo em Castro, o grupo alemão Evonik já prevê a possibilidade de ampliar a unidade industrial. Ontem, o presidente da Evonik – Região América do Sul, Weber Porto, visitou as obras de construção da planta fabril naquele município. A visita foi acompanhada pelo CEO do Grupo Evonik Industries, Klaus Engel, e membros da diretoria executiva mundial. Na sequência, eles participaram de um almoço com o prefeito de Castro, Reinaldo Cardoso, no Memorial da Imigração Holandesa (Moinho), evento que foi acompanhado pelo secretário de Estado da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, pelo deputado Sandro Alex, entre outras autoridades.

De acordo com Weber, as obras seguem dentro do cronograma, estando na fase de fundação. A previsão é de que a fábrica seja inaugurada no segundo semestre de 2014. O investimento é da ordem de 100 milhões de euros (R$ 262 milhões).

Segundo Weber, assim que o grupo planeja a construção de uma fábrica imediatamente pensa em ampliação futura. “Sempre pensamos em ampliar as nossas unidades”, diz, ao citar que, nesta sexta-feira, o CEO anunciou mais uma unidade em Americana (SP), desta vez, para produção de sílica. “Pretendemos investir, neste ano, 200 milhões de euros nas novas fábricas”, conta Weber.

(Fonte: Diário dos Campos)

Região disputa fábrica de processamento da Tirol

Nova fábrica da marca será capaz de operar com mais de dois milhões de litros de leite por dia, duplicando a produção diária de laticínios, gerando mais de 500 empregos diretos

Tirol possui a liderança nacional na comercialização de leites UHT e é também a marcade leite mais lembrada nos estados do Paraná e de Santa Catarina

Tirol possui a liderança nacional na comercialização de leites UHT e é também a marca de leite mais lembrada nos estados do Paraná e de Santa Catarina

A Laticínios Tirol Ltda divulgou, nesta quarta-feira (20), que irá anunciar, em breve, uma nova fábrica de processamento de leite no país. A unidade, que fará a industrialização de leite e de derivados, é apontado como o maior investimento em infraestrutura da história da marca catarinense, sediada na cidade de Treze Tílias.

Segundo a empresa, o Paraná é um dos estados que podem receber o empreendimento. O outro seria o Rio Grande do Sul. No Paraná, segundo fontes ouvidas pelo Jornal da Manhã, Ponta Grossa, Carambeí e Castro despontam como fortes candidatas a receber o investimento. A nova unidade será capaz de operar com mais de dois milhões de litros de leite por dia, duplicando a produção diária do laticínio. Ela irá gerar mais de 500 empregos diretos e milhares de outros indiretos.

(Fonte: Jornal da Manhã)

Corpo de recém-nascido será exumado hoje em Castro

Segundo o delegado Jairo Camargo, se o resultado constatar que o bebê respirava, o caso será considerado como erro médico

Segundo o delegado Jairo Camargo, se o resultado constatar que o bebê respirava, o caso será considerado como erro médico

Na manhã de hoje, o corpo do bebê Jean Samuel, que morreu na última terça-feira no Hospital Anna Fiorillo Menarim, em Castro, passará por um processo de exumação. No momento do nascimento, o recém-nascido foi dado como morto pelo médico que realizou o parto da mãe Katisilva de Fátima Viana, de 28 anos, e levado ainda com vida para o necrotério do hospital.

De acordo com o delegado em exercício de Castro, Jairo Luís Duarte de Camargo, a exumação vai constatar se houve negligência médica. “Vamos verificar se a criança estava ou não respirando no momento do parto. Se o resultado apontar que ela respirava, o caso será apontado como erro médico”, afirma.

(Fonte: Diário dos Campos)

Compagas está pronta para operar base em PG

Estrutura permitirá a municípios num raio de 150 quilômetros de Ponta Grossa receber gás natural

Em PG, construção do ramal se iniciou no distrito industrial

Em PG, construção do ramal se iniciou no distrito industrial

A Companhia Paranaense de Gás (Compagas) obteve as licenças (ambiental e de construção) necessárias para operar a base de compreensão de Gás Natural Comprimido (GNC) em Ponta Grossa. O projeto para implantação começou a ser elaborado entre os anos de 2010 e 2011. A base será instalada em área no Distrito Industrial Prefeito Cyro Martins, entre a Ponta Grossa Ambiental (PGA) e a Continental.

O objetivo da companhia é levar o combustível (transporte seria através de caminhão, já que o gás é comprimido) a municípios num raio de até 150 quilômetros de Ponta Grossa. Castro e Telêmaco Borba estão entre os municípios beneficiados pela base.

(Fonte: Diário dos Campos)

Estradas da região registram duas mortes

Dois acidentes registrados em rodovias da região resultaram em morte na madrugada de ontem. Um deles aconteceu na BR-376 e outro na PR-340. Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa.

O primeiro acidente aconteceu na PR-340, no trecho entre Castro e Castrolanda, por volta das 2h50. A colisão frontal entre uma motocicleta CBX 200 Strada e um automóvel Zafira resultou na morte do piloto Arielson Hoffeman, 26 anos. A condutora do carro, Angelique Jager Furtoso, 35, não teve ferimentos.

O segundo acidente ocorreu por volta das 3h55, na BR-376, a três quilômetros do Posto Furnas da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A colisão entre um caminhão Scania e uma ambulância deixou um morto e um ferido. Conforme informações da PRF, o condutor da ambulância, de Jacarezinho, Josimar Batista Farias, colidiu na traseira de um caminhão Scania ao fazer uma ultrapassagem na BR-376, sentido Ponta Grossa a Curitiba.

Com a batida, o passageiro João Franca Faria, 75, que estava deitado em uma maca n o interior da ambulância, acabou sofrendo ferimentos graves e faleceu a caminho do hospital. Somente o laudo do IML é que vai apontar a causa morte do idoso, já que o mesmo, segundo a PRF, tinha a saúde bastante debilitada. “Não podemos afirmar que ele morreu por conta do acidente, somente o laudo vai apontar a causa morte”, diz o PRF Misga.

O condutor da ambulância teve ferimentos leves e foi encaminhado ao hospital. Ele foi liberado na tarde de ontem. A Van, placas ASA 7863, de Jacarezinho, foi recolhida ao Posto Furnas da PRF. No momento do acidente, segundo a PRF, não chovia. (P.B)

Ambulância fica parcialmente destruída após colisão contra caminhão Scania, na BR-376

Ambulância fica parcialmente destruída após colisão contra caminhão Scania, na BR-376

(Fonte: Diário dos Campos)

Polícia cumpre mandados em PG e região

Começou neste sábado a 3ª edição da ‘Operação Nhapecani’ em Ponta Grossa e outras cidades da região, com o objetivo de reduzir a incidência de crimes violentos contra a pessoa e patrimônio, como também inibir a prática de roubos e furtos. Cerca de 80 policiais militares participaram da operação em Ponta Grossa.

A operação teve início às 7 horas e tinha previsão de término às 7 horas deste domingo. Cerca de 80 policiais estavam envolvidos na operação, além de parte do efetivo da Polícia Civil e também das Polícias Rodoviárias Estadual e Federal.

Segundo o tenente Fabian Ogura, da PM, foram realizados bloqueios de vias e de rodovias, com o objetivo de vistoriar veículos. Foi verificada a situação documental dos veículos, a existência ou não de drogas, a busca de foragidos e criminosos, como também de veículos que foram roubados ou furtados.

Além de Ponta Grossa, a operação também foi deflagrada em outras cidades da região, a exemplo de Carambeí, Castro, Irati, entre outras. O objetivo da operação é reduzir a incidência de crimes violentos contra a pessoa (homicídios, latrocínios e lesões corporais) e contra o patrimônio (furtos e roubos), assim como os casos de roubos e furtos em veículos e estabelecimentos. (P.B)

No sábado pela manhã, policiais cumpriram mandados de busca e apreensão, como também de prisão

No sábado pela manhã, policiais cumpriram mandados de busca e apreensão, como também de prisão

(Fonte: Diário dos Campos)